primapagina

 

riccardo   un giornale che non ha mai ricevuto

   nè intende ricevere alcuna sovvenzione statale

         AIUTACI A MOLTIPLICARE

   il nostro impegno antirazzista radicale

  che ci anima da sempre e di cui c'è sempre più bisogno



Print
PDF

langEs langFr langEn langIt langde pt

Identidades humanas

Os tempos atuais estão encharcados de absurdos, negações gritantes, falsificações descaradas. Disso pode-se sorrir ou também gargalhar. Mas depois te apercebes que uma sã reação irônica não basta. Pode-se legitimamente indignar-se, mas também isto não basta. Pode-se pensar que a profusão de ilogicidade e tecno-ilogicidade não nos aranha, mas depois notamos que nos afeta, ainda que indiretamente.

Então convém ir à raiz sem dar por descontadas verdades universais fundamentais, mas sim fazendo delas um estandarte para manter alto e bem visível.

Somos humanos, fazemos todas e todos parte da espécie humana que é constituída de dois gêneros: feminino e masculino. Cada uma e cada um é um indivíduo único, diferente de todos os outros.

Cada uma e cada um opera as suas escolhas também quanto à orientação sexual, que pode mudar durante o curso da vida e deve poder ser livremente expressa.

Algumas pessoas, por motivos bio-anatômicos ou de outro tipo, sentem a exigência de empreender o doloroso percurso de alteração até drástica de alguns traços do próprio organismo de masculino para feminino ou vice-versa.

Estes são fatos incontestáveis. Os elencamos em ordem de prioridade: espécie, gênero, escolha de orientação, eventuais transições.

Todos não deixamos nunca de ser parte da espécie humana, a qual não deixa nunca de ser constituída por mulheres e homens.

A identidade de cada uma/um não deixa nunca de ser constituída de vários fatores alguns dos quais não dependem das nossas escolhas. Negá-los significa perder-se nas areias movediças da perda de qualquer identidade. Teorizar a "fluidez"(?!), a "neutralidade"(?!), a momentaneidade (esta semana me sinto mulher?!) tem gravíssimas consequências. Os frutos envenenados disso já vemos entre os jovens e adolescentes, para não falar das consequências a longo prazo.

Chama a atenção a rapidez com que a declinação também feminina pela qual lutamos durante 160 anos em um mundo masculino e patriarcal "sai de moda".

A suspeita se torna certeza quando os Estados legislam sobre a autodefinição de gêneros(?!). Os Estados, em cuja origem estão há 5000 anos a guerra e o patriarcado. Os Estados que ousam legislar sobre os corpos e sobre as escolhas das mulheres e sobre a vida íntima das pessoas definindo-lhes legalmente as relações.

Ainda uma vez convém ir às origens. E dizer a verdade é um dever.

18 julho 2020

Speciali

fronteggiando



controilvirus

Appelli

appellosanatoria 

 Appello per la sanatoria dei migranti irregolari ai tempi del Covid-19

Leggi e sottoscrivi l'appello qui


iocuro

Io curo - Insieme per la salute

Leggi l'appello

Vedi il video

Per sottoscrivere questo appello contattaci a: iocuro.insiemeperlasalute@gmail.com

visita il nostro nostro blog : https://iocuro.wordpress.com/


appello scuola

Appello contro il decreto della digitalizzazione

Fronteggiare l'emergenza anche a scuola, mettere al centro le relazioni

Leggi l'appello

Vedi il video

Se lo condividi puoi sottoscriverlo alla mail:     alcentrolerelazioni@gmail.com e farlo conoscere, scaricalo qui

 


appellobimbi

Giù le mani dai bambini!

Leggi l'appello